/ Notícias / Trocando videocartas na pandemia da COVID 19 : projeto integrado de Arte e Língua Portuguesa em um intercâmbio Cultural.

Trocando videocartas na pandemia da COVID 19 : projeto integrado de Arte e Língua Portuguesa em um intercâmbio Cultural.

Publicado em

Em tempos de isolamento social, no qual as distâncias parecem ter se alargado ainda mais, as atividades pedagógicas não presenciais (APNPs) oportunizaram experiências diversas. Exigiram de nós, professores, (re)invenções para motivar os estudantes e desafiar nossos conhecimentos na educação mediada por tecnologias da informação e comunicação. Imersos em ambientes virtuais de aprendizagem, presos em ferramentas síncronas e assíncronas, buscamos um passaporte para organizar uma interação que alcançasse alguém em uma situação parecida e que estivesse louco por uma conversa sobre cultura, paisagens, religiões ou curiosidades sobre o sul do Brasil, que é a nossa localização geográfica. Participando de forma integrada, Arte e Língua Portuguesa com estudantes do Ensino Médio do curso técnico em cooperativismo, buscamos ampliar nossas conexões ainda mais. O IFPR – Campus Coronel Vivida.

  A busca incessante por interações e diálogos, as professoras Jessica Paula Vescovi e Katyuscia Sosnowski encontraram reverberações em Alagoas, na cidade de Palmeiras dos índios, na Escola Estadual de tempo integral Humberto Mendes, na turma de Audiovisual e, por meio do contato com o prof Mário Zeymison na formação de professores ofertada pelo grupo Sementes cinematográficas, iniciaram  o contato e o planejamento. De modo a promovermos uma interação entre os estudantes envolvidos, escolhemos a plataforma virtual gratuita Padlet para o registro e compartilhamento das informações. 

    Para que pudéssemos iniciar o projeto de modo a interagir com nossos interlocutores, promovemos uma reunião síncrona via Google Meet, entre nossos estudantes do IFPR e os estudantes da Escola Estadual Humberto Mendes, na intenção de ativar ainda mais a curiosidade deles. Neste momento, dialogamos sobre culturas, histórias e memórias relativas aos dois locais. Na sequência do encontro síncrono, solicitamos que nossos estudantes iniciassem diálogos pela plataforma, de modo que as interações e as curiosidades sobre o Paraná e o Alagoas começaram a surgir, sendo que poesias, vídeos e imagens escolhidas pelos estudantes foram compartilhadas na plataforma que está servindo como canal de comunicação para esses estudantes de Ensino Médio residentes nos dois extremos geográficos do Brasil, o que comprova que há muitos brasis dentro do Brasil, como já dizia Jorge Baleeiro (1950-2016), historiador paranaense.

   Durante as semanas que sucederam o encontro síncrono proposto, os estudantes foram postando “spoilers” das vídeo-cartas que estavam produzindo, de modo a aguçar ainda mais a curiosidade daqueles que as receberiam. O trabalho com o gênero discursivo vídeo-carta deu-se durante a realização do 3º ciclo das APNPs, no IFPR, o qual contou com a apresentação das características do texto, assim como com a exibição e discussão de diferentes vídeo-cartas via fórum, na plataforma Moodle. Além disso, as produções das vídeo-cartas, supervisionadas pelos docentes envolvidos no projeto, aconteceram durante o mês de setembro e a temática ficou a cargo dos estudantes.

   Paisagens rurais, paisagens urbanas, gírias locais, história dos municípios da região sudoeste do Paraná e alimentação regional foram os temas elencados pelos estudantes do IFPR – Campus Coronel Vivida para a produção de suas vídeo-cartas, as quais trouxeram à tona diferentes pontos de vista sobre as temáticas, o que evidencia a pluralidade regional, assim como reitera a importância de darmos voz e garantirmos vez aos nossos estudantes que podem, por meio de trabalhos como estes, (re) interpretarem e (re)inventarem suas realidades.

   Nossos interlocutores, os estudantes de Alagoas, nos enviaram  vídeo-cartas sobre a realidade local, as quais evidenciaram as paisagens palmeirenses, as lendas palmeirenses e características do município onde vivem, o que possibilitou uma viagem virtual e singular pela cultura e pela história de Palmeira dos Índios, promovendo, efetivamente, um intercâmbio interestadual em tempos pandêmicos e de distanciamento social.

   Os resultados dessa incrível experiência podem ser acessados na plataforma Padlet ou acesse o link:

https://pt-br.padlet.com/katyusciasosnowski/gphm93svggk8tmbg

Leia mais

Informações sobre a Assistência Estudantil

Endereço : PR 562, Flor da Serra –  Coronel Vivida Paraná. 85.550-000

(46) 3232-2960 – 32322023

Topo