/ Notícias / Curso de Português e Cultura Brasileira para Estrangeiros realizado pelo IFPR – Campus Coronel Vivida tem reconhecimento nacional

Curso de Português e Cultura Brasileira para Estrangeiros realizado pelo IFPR – Campus Coronel Vivida tem reconhecimento nacional

Publicado em

Entre os dias 07 e 10 de novembro, ocorreu o 46º Reditec (Reunião Anual de Dirigentes das Instituições de Educação Profissional e Tecnológica), na cidade de Belém (PA). O evento reuniu representantes de institutos federais, centros federais, UTFPR, Colégio Pedro II e escolas técnicas vinculadas a universidades federais e teve o objetivo de compartilhar experiências no âmbito da gestão da rede e compartilhar experiências na implementação de projetos.

O IFPR – Campus de Coronel Vivida foi representado pela Profª Dra. Jéssica Vescovi, chefe da seção de Ensino (SENS). Na oportunidade, ela relatou sobre o projeto FIC (Formação Inicial e Continuada) de Português e Cultura Brasileira para Estrangeiros. De acordo com Jéssica, a apresentação no Reditec é o reconhecimento nacional da relevância da iniciativa. “Entre mais de 350 instituições de todo o país, o nosso projeto foi o selecionado para ser apresentado no evento. O maior prêmio que a gente recebe é esse reconhecimento, é essa possibilidade que tivemos de compartilhar com o Brasil todo o que realizamos no IFPR”, destacou Jéssica, que é coordenadora do projeto.

O curso conta com a participação de 12 professores, que lecionam disciplinas de Português, Matemática Financeira, Artes, Geografia entre outras. Nos conteúdos, os alunos aprendem como funciona o Sistema Único de Saúde, de que forma se organiza o sistema bancário brasileiro e como se comunicar no dia a dia. “O curso tem a intenção de promover o acesso a direitos dos nossos estudantes, que são imigrantes em Coronel Vivida. Foram escolhidas apenas oito experiências em ensino em todo o Brasil para ser apresentado no Reditec, que é o maior evento nacional dos Institutos Federais”, explicou Jéssica.

Grande parte dos alunos participantes do Fic é haitiana, mas também tem dominicanos e venezuelanos. Eles são trabalhadores no setor da avicultura em municípios da região. As aulas ocorrem sempre aos sábados pela manhã.

A iniciativa conta com a parceria da Paróquia São Roque e da Pastoral do Imigrante. “Agradecemos muito a parceria porque esse é um projeto muito especial, que busca inserir os imigrantes na sociedade. É uma forma de podermos contribuir para a cidadania dessas pessoas, que precisam – e muito – de todos nós. Além disso, é um projeto que contribui para melhorarmos ainda mais a educação de Coronel Vivida, uma educação que precisa ser pública, de qualidade, plural e que possa ser para todos e todas”, enfatizou Jéssica.

Legenda – A Profª. Dra. Jéssica Vescovi apresentou o FIC de Língua Portuguesa e Cultura Brasileira para Estrangeiros no 46º Reditec. O projeto foi um dos 08 selecionados em todo o país para ser apresentado na reunião

Leia mais

Topo